• Medzo Consultoria Empresarial Financeira

Mapeamento dos processos financeiros na pequena e média empresa: como fazer?

Atualizado: Ago 13

O mapeamento dos processos financeiros na pequena e média empresa é uma estratégia que pode ser realizada em negócios de todos os portes — ao contrário do que acreditam alguns empresários.


A estratégia ajuda o gestor a visualizar com clareza o setor financeiro e isso é importante para o sucesso de qualquer negócio.


Nesse artigo, você descobre mais sobre mapeamento dos processos financeiros na pequena e média empresa, além de como implementar na prática.

Aproveite a leitura!


O que é o mapeamento dos processos financeiros de uma empresa?


O mapeamento dos processos financeiros é uma estratégia que visa o melhor gerenciamento e gestão do capital de um negócio.


Para isso, essa técnica identifica e organiza a sequência de processos financeiros que ocorrem na empresa, apontando os erros e as lacunas que impedem o negócio de crescer.


Todavia, antes de realizar o mapeamento, você deve conhecer todos os processos financeiros que fazem parte dele, assim como estudar as suas etapas principais.


Quais são os processos financeiros?


O mapeamento dos processos financeiros na pequena e média empresa engloba uma série de procedimentos primordiais para esse setor.


E antes de aprender como realizar essa estratégia financeira, você precisa conhecer cada um deles.


Por isso, descubra abaixo os 4 processos financeiros que todo negócio deve fazer:


Controle de contas a pagar e receber

No primeiro processo, registra-se todas as contas a pagar da empresa, assim como os seus recebimentos.


Essa é uma etapa que toda empresa deveria realizar para saber se, por exemplo, você não está gastando mais que ganhando.


Enfim, o controle de contas a pagar e receber é algo básico e essencial.


Controle de fluxo de caixa

Esse é outro processo essencial para todas as empresas, pois aqui há o controle de todos os recursos monetários que entraram e saíram em um determinado período.


Ou seja, no controle de fluxo de caixa, você deve levantar todos os dados referentes a pagamentos e recebimentos, seja durante uma semana, um mês, um semestre ou qualquer que seja o período escolhido.


Realizar esse controle corretamente não é somente importante para criar um mapeamento dos processos financeiros de forma efetiva, como também para o sucesso da empresa no geral.


Faturamento

Por fim, o último processo financeiro dessa lista é o faturamento, o qual é responsável por realizar o levantamento de todas as vendas feitas pela empresa durante o período escolhido.


Como fazer o mapeamento dos processos financeiros na pequena e média empresa?


Agora que você já conhece os principais processos financeiros de uma pequena e média empresa, está na hora de aprender como mapeá-los.


Confira abaixo os 5 passos que você deve seguir para realizar essa tarefa corretamente:


#1 Realize um diagnóstico financeiro

O primeiro passo para realizar o mapeamento dos processos financeiros na pequena e média empresa é levantar os dados atuais desse setor.


Para isso, você deve fazer um diagnóstico financeiro completo do seu negócio, o qual irá verificar se existem lacunas ou problemas que precisam ser resolvidos antes do início do mapeamento.


Além disso, liste todas as atividades realizadas pelo setor financeiro e identifique os processos feitos na sua empresa com base na lista do item anterior.


#2 Crie um fluxo de atividades

Esse guia visual vai ajudar não só o gestor da empresa a entender melhor os processos financeiros realizados, como também os responsáveis por cada um.


Por isso, organize as atividades financeiras que foram mapeadas antes em gráficos limpos e de fácil entendimento!


#3 Determine responsáveis para cada atividade

O próximo passo é designar funcionários que ficarão responsáveis por realizar e fiscalizar cada atividade do fluxo criado na etapa anterior.


Lembre-se de explicar detalhadamente cada função para impedir erros no mapeamento.

Além disso, tenho uma dica para você, empreendedor, que precisa realizar esse processo sozinho: se planeje.


Organize todas as tarefas, coloque-as em ordem hierárquica e jamais pule as etapas necessárias para o cumprimento das atividades.


Dessa forma, você será capaz de realizar todos os processos corretamente, sem deixar nenhuma lacuna.


#4 Escolha os indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho vão te ajudar a avaliar se o mapeamento dos processos financeiros está gerando resultados positivos.


Na hora de escolher, foque em indicadores que tragam informações precisas e aprofundadas sobre a situação financeira da sua empresa.


Além disso, inclua na sua lista indicadores financeiros que facilitem a sua tomada de decisões.


Os indicadores mais utilizados pelos gestores são:

● Faturamento;

● Prazo médio de recebimento;

● Prazo médio de pagamento;

● Inadimplência;

● Necessidade de capital de giro;


#5 Análise os resultados e faça as alterações necessárias

Uma vez desenvolvido o mapeamento dos processos financeiros, você deve avaliar os resultados obtidos com ele, mas essa função não fica somente sob responsabilidade dos indicadores citados acima.


Por exemplo, se a produtividade da equipe está baixa, então, significa que você deve refazer o fluxo de atividades, criado no segundo passo.


Afinal, ele é um dos principais guias da sua equipe durante o trabalho, logo, se o ritmo deles está baixo pode ser que o problema esteja no tutorial.


Além disso, verifique se os funcionários estão se adaptando bem nas funções que foram designados e realize as trocas necessárias.


Enfim, você deve adquirir uma visão ampla do negócio, buscando identificar a existência de pequenas falhas, confusões ou lacunas.


Vantagens do mapeamento dos processos financeiros na pequena e média empresa


O mapeamento dos processos financeiros é uma técnica essencial para empresas de todos os portes, mas você sabia que existem outras vantagens de realizar esse mapeamento em seu negócio?


Conheça-os abaixo:


Correção de falhas

Ao realizar o mapeamento dos processos financeiros, os gestores conseguem visualizar melhor as atividades realizadas na empresa.


Assim, todos os detalhes desses processos ganham clareza, sendo possível consertar até as pequenas falhas que eram cometidas e evitar novas.


Aumento da qualidade das tarefas

O detalhamento das atividades ajuda os colaboradores a desenvolverem melhor as suas funções na empresa.


Além de aumentar a qualidade das tarefas, conhecer a fundo os processos realizados torna a sua execução mais rápida.


Economia

Por fim, podemos dizer que realizar o mapeamento dos processos financeiros na pequena e média empresa ajuda a diminuir custos.


Afinal, a quantidade de falhas é reduzida a quase zero e o tempo de execução das atividades financeiras cai exponencialmente.


Outro fator que ajuda na economia de recursos é o aumento da qualidade das tarefas, pois uma mão de obra qualificada desperdiça menos materiais durante a sua atuação.


Conclusão

Os recursos monetários são a base de todo negócio, logo, os empresários precisam investir em uma gestão financeira eficiente e assertiva.


E o mapeamento dos processos financeiros na pequena e média empresa é uma das estratégias mais eficazes para evitar erros no setor financeiro.


Por isso, utilize o conhecimento adquirido nesse artigo e invista nessa técnica.


Mas, se precisar de ajuda para organizar as finanças da sua empresa, pode contar com a gente!


A partir de soluções seguras e completas, iremos atuar para fazer o setor financeiro do seu negócio crescer e se desenvolver.


Entre em contato com a MEDZO Consultoria Financeira para saber mais!


Gostou desse artigo? Acho que você também vai gostar desses:

Planejamento financeiro para pequenas e médias empresas

O que é capital de giro?

Consultoria empresarial para pequenas empresas: quando fazer?

12 visualizações0 comentário