• Medzo Consultoria Empresarial Financeira

Indicadores de desempenho financeiro para pequena e média empresa (KPIs)

Os indicadores de desempenho financeiro para pequena e média empresa (KPIs) são referências essenciais para saber o rumo que o seu negócio está tomando.


Em um empreendimento, você não pode tomar decisões se baseando apenas na suposição. É preciso de dados para escolher o melhor caminho e depois saber se ele foi realmente o melhor.


Nesse artigo, trouxemos os principais KPIs financeiros para você avaliar o andamento das atividades em sua empresa. Continue lendo para descobrir!



MEDZO Consultoria Financeira - Indicadores de desempenho financeiro para pequena e média empresa

O que são KPIs financeiros?

KPI é uma sigla em inglês que significa Key Performance IndicatorIndicadores-Chave de Performance em português.


São métricas que servem para avaliar se as iniciativas ou ações dentro de uma empresa estão dentro da expectativa.


Existem diversos tipos de KPIs, como:

● Logísticos;

● Produção;

● Qualidade;

● Clientes;

● E um dos mais importantes para um negócio: os KPIs financeiros.


Os KPIs financeiros são indicadores que medem a performance da área do capital de seu negócio, ou seja, são parâmetros que mostram em números como está a saúde financeira da sua empresa.


Por que usar indicadores financeiros?

Você gostaria de prever o futuro do seu negócio?


Então, olhe para seus indicadores financeiros.


Os KPIs financeiros revelam se a previsão é que a sua empresa cresça ou afunde ao longo do tempo através de dados.


Com esses dados, você consegue:

● Tomar melhores decisões;

● Identificar falhas na gestão;

● Traça estratégias eficientes para o crescimento da empresa;

● Analisar o uso do capital;

● Controlar o fluxo de caixa;

● Evitar perder dinheiro.


Nesse sentido, a importância dos indicadores de desempenho financeiro para pequena e média empresa é ainda maior porque possuem pouco fluxo de capital e ainda não se solidificaram no mercado, portanto, os problemas financeiros possuem muito mais impacto.


5 principais indicadores de desempenho financeiro para pequena e média empresas

Existem vários parâmetros que você pode utilizar para analisar a saúde financeira de seu negócio.


Contudo, trouxemos alguns indicadores de desempenho financeiro para pequena e média empresa que são essenciais! Veja:


Faturamento

O faturamento é um dos indicadores mais básicos de um negócio. Refere-se a soma de todas as vendas de um negócio em um período (anual, trimestral, mensal, etc).


É um dos parâmetros essenciais para você saber se está vendendo bem ou não e se divide em duas: faturamento bruto e líquido.


O faturamento bruto é apenas a multiplicação do preço do produto pela quantidade de vendas.


Exemplo: sua padaria vende cada pão a R$0,50 e você vendeu 250 unidades em um dia, então, seu faturamento bruto foi de R$125.


Enquanto o faturamento líquido é o faturamento bruto menos devoluções.


Exemplo: seu faturamento foi de R$125 mas houve duas devoluções de pão, logo, seu faturamento líquido foi de R$124.


Por que usar indicadores financeiros

Lucratividade


Lucratividade é um parâmetro que indica o quanto sua empresa ganhou em comparação a quanto recebeu.


Quando você vende, por exemplo, R$5,00 de pão, esse valor não é somente um lucro do negócio — há despesas inclusas nesse valor, como o salário do atendente e do padeiro.


Com essa métrica, você avalia o quanto desses cinco reais representa um ganho para sua empresa após retirar todos os custos envolvidos na operação, então, é um dos principais indicadores de desempenho financeiro para pequena e média empresa porque ele avalia se está valendo a pena manter o negócio aberto ou não.


O cálculo da lucratividade é: Lucratividade (%) = (Lucro líquido / Receita bruta) x 100


Sendo que:

● Lucro líquido = a receita total - custo total do seu negócio.

● Receita bruta = receita total


Por exemplo, sua padaria gerou uma receita de R$20.000 no mês e os seus custos para isso foram de R$16.000, logo:

● Lucratividade (%) = ((R$20.000 - R$16.000) / R$20.000) x 100

● Lucratividade (%) = (R$6.000/R$20.000) * 100

● Lucratividade (%) = 20%


Ou seja, a cada R$5,00 de pão, R$1,00 é lucro.


Liquidez

O indicador de liquidez revela a capacidade de seu negócio em gerar caixa em pouco tempo.


Com esse parâmetro, você sabe se sua empresa consegue pagar suas contas sem depender de vender mais.


Por exemplo, chegou uma conta hoje, quanto você teria em caixa disponível para pagar ou quanto você conseguiria captar de dinheiro em um curto espaço de tempo?


Para calcular, existem diferentes fórmulas, mas uma das melhores é a índice de liquidez seca.


Índice de liquidez seca = (Ativo Circulante – Estoques) / Passivo Circulante


● Ativo Circulante: é quanto a empresa possui disponível no momento que pode ser convertido em dinheiro — caixa da empresa, contas a receber, aplicações financeiras, etc.

● Estoques: mostra quanto de dinheiro a empresa possui parado;

● Passivo Circulante: obrigações financeiras da empresa no período de um ano — impostos, contas a pagar, salários, etc.;


Portanto, supondo que a padaria tivesse R$25.000 em ativo circulante, R$10.000 em estoque e R$8.000 em passivo circulante, o cálculo seria o seguinte:

● Índice de liquidez seca = (R$25.000 – R$10.000) / R$8.000

● Índice de liquidez seca = R$15.000 / R$8.000

● Índice de liquidez seca = 1,875.


Ou seja, você possui R$1,875 de ativos disponíveis para R$1,00 de passivos e consegue pagar suas contas do curto prazo com sucesso. Se esse valor fosse menor que R$1,00, seu negócio não seria capaz de arcar com seus custos no curto prazo.


O que são KPIs financeiros

Fluxo de caixa

O fluxo de caixa é um dos indicadores mais conhecidos e importantes dos negócios — ele analisa quanto de dinheiro entra e sai do seu negócio.


Seu entendimento é simples: se entra mais capital do que sai, então, a saúde financeira da empresa vai bem. Se sai mais do dinheiro do que entra, sua empresa pode estar caminhando para uma falência.


No entanto, vale lembrar que nem tudo é preto no branco assim. Por exemplo, a empresa pode gastar mais do que recebe quando está fazendo investimentos de longo prazo, como a compra de um maquinário novo.


Endividamento

O endividamento é outro dos indicadores de desempenho financeiro para pequena e média empresa mais importante.


Isso porque, como falamos, um negócio de pequeno porte possui pouco acesso ao crédito, menos ativos circulante e mais limitações de geração de caixa que uma empresa de grande porte, então, as dívidas podem tomar conta do seu faturamento e levá-la à falência mais rápido — não é a toa que 60% dos empreendimentos fecham com menos de 5 anos.


Nesse sentido, a taxa de endividamento do seu negócio deve sempre estar controlada.


Para calcular, você pode utilizar a seguinte fórmula: EG = (Capital de Terceiros / Ativos) x 100, a qual:

Capital de Terceiros: a soma de seus passivos (empréstimos tomados e financiamentos) de curto e longo prazo;

Ativos: caixa, bancos, bens, contas a receber, etc.


Vamos imaginar que seu negócio possua R$30.000 em dívidas e R$40.000 em ativos, então:

● EG = (Capital de Terceiros / Ativos) x 100

● EG = (R$30.000/R$40.000) x 100

● EG = 75%


Seu percentual de endividamento está em 75%.


Nota final

Para tomar as melhores decisões para sua empresa, você nunca pode olhar apenas para uma métrica. Precisa olhar para todas em conjunto — seu negócio pode estar faturando bem, mas está super endividado, por exemplo.


Se precisar de ajuda para cuidar das finanças do seu empreendimento, consulte a Medzo Consultoria!


Estamos há 13 anos ajudando às pequenas e médias empresas a cuidarem melhor de suas finanças e possuímos profissionais capacitados para orientar da melhor maneira a sua empresa!


Entre em contato com a Medzo Consultoria Financeira e conheça o serviço!


Gostou do artigo? Veja também:

Como calcular o pró-labore na pequena e média empresa

O que são metas de vendas: sua importância e como fazer

Fluxograma dos processos financeiros da pequena e média empresa: como fazer?

11 visualizações0 comentário